Arquivo mensais:fevereiro 2013

01 cartaz para aprovação

Pernambuco Contemporâneo

Pernambuco Contemporâneo é um projeto que difunde a produção musical do Estado, através de uma série de shows no CCBBRJ, logo após o Carnaval, apresentando seis grupos pernambucanos. Abrindo o evento, a música minimalista do grupo Rua traz, do Recife para a Cidade Maravilhosa, samba, jazz e trip hop. Hugo Linns, em seguida, vem com sua música instrumental de viola cabocla e suas melodias sofisticadas.

Esticando o Carnaval, o samba pernambucano do Pouca Chinfra toma conta do espaço com malícia e poesia, seguido pelo power trio Wassab, tocando jazz rock instrumental, processando diversas influências de seus integrantes. Apontada como uma das melhores bandas instrumentais do Brasil, A Banda de Joseph Tourton apresenta sua mistura de dub, psicodelia e rock, anunciando a Bande Dessinée, que encerra o Projeto com sua chanson tropical e seu frevo francês. Diversidade e contemporaneidade são as palavras que norteiam este panorama contemporâneo da música produzida em Pernambuco.

RUA - A música do grupo é resultado de diversas influências dos instrumentistas-compositores que integram a banda. Criada em 2010, lançou o primeiro CD, Do Absurdo, em 2011, no Festival Coquetel Molotov. O álbum resume um emaranhado sonoro: samba, free jazz, trip hop e minimalismo. O Rua vem desenvolvendo trilhas sonoras para espetáculos de dança e parcerias com diversas companhias brasileiras. Atualmente, está gravando o segundo álbum, Limbo, com previsão de lançamento no final de 2013. Formação: Caio Lima (voz), Bruno Giorgi (guitarra), Hugo Medeiros (bateria), Yuri Pimentel (baixo e teclado) e Nelson Brederode (bandolim e cavaquinho). www.ruadoabsurdo.com.br

Hugo Linns – Compositor, arranjador e instrumentista, estudou violão e contrabaixo no Conservatório Pernambucano de Música e cursou Licenciatura em Música na UFPE. Tocou e gravou em várias partes do mundo, ao lado de Renata Rosa, Geraldo Maia, Alessandra Leão, Luiz Paixão, Maciel Salú, Adelmo Arcoverde, entre outros. Em 2010, lançou seu CD solo, Fita Branca, álbum que exalta as melodias do Nordeste através da viola, resultado do estreito convívio entre o artista e a música cabocla nordestina. Formação: Hugo Linns (violas dinâmicas), Eduardo Buarque (viola de dez cordas e violão tenor), Rogério Victor (baixo acústico) e Carlos Amarelo (percussão). www.myspace.com/hugolinns

Pouca Chinfra – Doze amigos e diversas influências musicais. Isso deu samba! O Pouca Chinfra, grupo criado em 2005, tem seu foco no trabalho autoral de seus integrantes, que mistura samba com poesia. O primeiro CD, que leva o nome do grupo, foi lançado em 2011. O Pouca Chinfra já se apresentou, entre outros, nos festivais Rec-Beat (PE) e DoSol (RN). Formação: Adonis Garcia (trombone), Alexandre Rodrigues (sax, clarinete e flauta), André de Moura (percussão), Daniel Coimbra (cavaquinho), Ernesto Silva (voz e percussão), Fabrício Coelho (voz e violão), Filipe Novais (voz e surdo), José Demóstenes (voz e cavaquinho), Lucas Araújo (bateria), Lucas Temporal (voz e percussão), Rafael Marques (bandolim) e Vinícius Sarmento (violão de sete cordas).  www.poucachinfra.com

Wassab – Criado em 2009, é formado por músicos que buscam novas formas de abordagem para a música instrumental. Juntos ou separadamente, vêm trabalhando com artistas como Naná Vasconcelos, Mundo Livre S/A e Orquestra Contemporânea de Olinda. O Wassab se diferencia pela ampla utilização de pedais de efeitos no baixo e na guitarra e pela combinação de timbres criados pela percuteria. O CD homônimo foi lançado em 2011, e o grupo já apresentou sua música no Porto Musical (PE) e no festival No Ar Coquetel Molotov. Formação: Juliano Holanda (violão e guitarra), Hugo Linns (viola e baixo) e Gilú (percussão e bateria).  www.myspace.com/wassabpe

A Banda de Joseph Tourton – Trafegando pelo som instrumental, o grupo não se apega a ritmos pré-definidos. Seus integrantes se utilizam do improviso e da vontade de criar experimentações em cima de cada um dos instrumentos que tocam. A banda lançou o primeiro CD homônimo em 2010. Participou de diversos festivais: No Ar Coquetel Molotov (PE e BA), Rec-Beat (PE), Pompéia.Beat (SP) e realizou uma turnê com 30 shows em várias cidades brasileiras. Entre as influências da banda, estão Dub Incorporation, Nação Zumbi, Radiohead e Hurtmold. Formação: Gabriel Izidoro (guitarra e flauta), Diogo Guedes (guitarra e efeitos), Rafael Gadelha (baixo) e Pedro Bandeira (bateria).  www.josephtourton.com.br

Bande Dessinée – Com uma proposta dançante e um som cheio de balanço, a Bande Dessinée surgiu em 2007, inspirada na música francesa dos anos 1960 e 1970. Em 2011, lançou Sinée Qua Non, o primeiro CD. No repertório, músicas autorais em português, italiano e francês, criadas em parceria com outros artistas contemporâneos. O grupo já tocou nos festivais Mada (RN) e Abril Pro Rock (PE). Este ano, realiza uma turnê por cinco cidades brasileiras. Formação: Clarice Mendes (voz), Thiago Suruagy (bateria), Miguel Mendes (baixo), Márcio Oliveira (trompete), Filipe Barros (guitarra e voz) e Ed Staudinger (teclado).  www.bandedessinee.com.br

Cartaz: ilustrações – Isabela Stampanoni/ design gráfico – Daniela Brilhante.