Arquivo mensais:abril 2012

CARTAZ MAIO 2012 CINE CLUBE FLORESTANO(4)

Alegria e diversão audiovisual

Alegria! Esta é a palavra de ordem para as sessões do CineClube Florestano em maio. Comédias nacionais e documentários sobre personagens e situações engraçadas integram as seis sessões em Floresta/PE. Começando em grande estilo, será exibido o documentário Alô, Alô, Terezinha (RJ, 2008), de Nelson Hoineff, no IF – Instituto Federal do Sertão, que conta a história do pernambucano de Surubim, Abelardo Barbosa, o Chacrinha.

Nas duas sessões programadas para o Projovem Adolescente, serão exibidos os curtas-metragens O Plantador de Quiabos (SP, 2010), do Coletivo Santa Madeira; Sweet Karolynne (PB, 2009), dirigido por Ana Bárbara Ramos e BMW Vermelho (SP, 2001), de Reinaldo Pinheiro e Edu Ramos. Três filmes que apresentam relações famíliares, de forma divertida e inusitada.

Na Escola Francisco Ferraz Novais, parceira desde o início do CineClube Florestano, será exibido um clássico do cinema nacional: O Homem do Sputnik (RJ, 1959), do grande cineasta Carlos Manga; uma das mais importantes comédias produzidas pelos estúdios da Atlântida, com os impagáveis Oscarito e Zezé Macedo.

O Homem Nu (RJ, 1997), comédia dirigida por Hugo Carvana, baseada na obra A Nudez de Verdade, do escritor Fernando Sabino, será exibido na Escola Major João Novaes. O Filme trata, com humor, o moralismo/oportunismo da sociedade. O personagem principal é interpretado pelo ator Cláudio Marzo.

E, fechando com chave de orégano… quer dizer, de ouro!, Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock’n’roll (RS, 2006), de Otto Guerra, que será exibido no Bar dos Amigos, do parceiro Batata (Valdemir para os não íntimos… Rsrsrs). A animação conta a história de dois hippies remanescentes do famoso Festival de Woodstock (realizado nos EUA, em 1969). Risadas do começo ao fim. Muita alegria para os florestanos!

Arte linda do cartaz: Camila Cahú.

DSC_0124

CineClube Florestano: primeiras sessões de 2012

O CineClube Florestano retomou as atividades em grande estilo: seis sessões numa mesma semana; dois novos pontos inaugurados e um público total de 274 pessoas, resultando numa média de 45 por sessão. Quem trabalha e conhece o Sertão, sabe que são números expressivos.

A primeira sessão foi na Escola Deputado Audomar Ferraz. Houve uma mudança nos horários de aula da escola, que não foi comunicada para a coordenação do CineClube Florestano. Até o final do ano passado, havia aula para adultos no período da noite. Atualmente, a Escola não possui atividades noturnas. A direção, gentilmente, abriu as portas para a sessão, mas, a sessão foi programada para o público adulto e, na plateia, só havia crianças. Foi complicado…

No dia seguinte, duas sessões para a moçada do Projovem Adolescente. A receptividade foi muito boa e todos prestaram bastante atenção nos curtas-metragens com temática musical. A sensação, claro, foi Do Morro?, que, com a irreverência do personagem principal, seduz qualquer plateia.

Na Escola Prefeito Francisco Ferraz Novais, tudo tranquilo, como sempre. Coordenação e direção prestativos e público diverso e curioso. Houve um probleminha na rede elétrica do local, que foi resolvido de forma simples. Cinema, Aspirinas e Urubus foi bem elogiado pelos professores presentes.

O Homem que Engarrafava Nuvens foi exibido no IF Floresta. Com a atenção e colaboração do professor João Luiz, a sessão teve até pipoca. Um luxo! O público que compareceu aprovou a sessão e, no final – para nossa satisfação – houve um pequeno debate sobre astradições nordestinas e música na região do Sertão de Itaparica. Uhuuu!

Fechando a semana, o CineClube Florestano teve seu maior público na Escola Major João Novaes: 74 pessoas. Foi a primeira sessão neste novo ponto de exibição. A maior parte dos alunos é da zona rural de Floresta ou de municípios vizinhos. Os professores e direção da escola aprovaram a ação e sugeriram alguns temas. Mês que vem tem mais! Em maio, as exibições abordarão temáticas sociais através do humor. Até lá!

Fotografia: Pedro Rampazzo/Sambada – Público da Escola Major João Novaes se preparando para assistir Cartola, Música para os Olhos.